• barretolocutor6

Julho Amarelo 2022 - Você sabe o que são hepatites virais e como evitá-las?


Ao longo deste mês compartilhamos diversos conteúdos sobre o Julho Amarelo nas redes sociais, e encerramos a série aqui em nosso blog. A campanha Julho Amarelo ainda é recente; surgiu em 2019 com o objetivo de reforçar a prevenção e o controle das hepatites virais, que podem ser fatais.


A hepatite viral é uma inflamação do fígado provocada pela infecção de um dos cinco vírus da hepatite: A, B, C, D e E. Só existe vacina para os tipos A, B e E.


Nem sempre existem sintomas, por isso muitas pessoas infectadas não sabem disso; porém, há casos em que os sintomas são muito graves. Quando presentes eles podem ser, em maior ou menor intensidade: falta de apetite, náuseas, vômitos, febre, dor na parte superior direita do abdômen, cansaço, tontura, enjoo, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.


– Hepatite A: Geralmente transmitida pela ingestão de algo contaminado com fezes de pessoa infectada. Causa apenas infecção aguda e geralmente melhora sozinha em algumas semanas. Não existe tratamento específico, e pode ser prevenida com vacina e bons hábitos de higiene.


– Hepatite B: Pode causar infecção aguda ou crônica. Transmissões por via sexual e contato sanguíneo são as mais comuns. A prevenção se dá por meio de vacina e uso de preservativo. Cerca de 2 a cada 3 pessoas infectadas não sabem que têm a doença, que é a principal causa de câncer de fígado.


– Hepatite C: Pode causar infecção aguda ou crônica . Transmitida principalmente pelo contato com sangue contaminado. Não tem vacina, e é a principal causa de transplantes de fígado. Cerca de metade dos infectados não sabe que porta o vírus.


– Hepatite D: Pouco comum, porque ocorre apenas em pacientes já infectados pelo vírus da hepatite B. A vacinação contra a hepatite B também protege contra a hepatite D.


– Hepatite E: Assim como a hepatite A, a hepatite E também é transmitida por via digestiva (transmissão fecal-oral), e também causa infecção aguda que costuma melhorar após algumas semanas, sem necessidade de tratamento. A hepatite E não se torna crônica, mas pode causar sintomas mais graves mulheres grávidas.


A Organização Mundial da Saúde espera evitar 4,5 milhões de mortes prematuras por hepatites virais até 2030, através de vacinação, testagem e campanhas educativas no mundo todo. No Brasil, as hepatites virais mais comuns são causadas pelos vírus A, B e C.


O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece tratamento para todos os tipos de hepatite.


Fontes consultadas:

https://sbhepatologia.org.br/category/julho-amarelo/

https://www.cdc.gov/hepatitis/abc/index.htm

https://www.who.int/health-topics/hepatitis#tab=tab_1

https://www.msdmanuals.com/pt/casa/doen%C3%A7as-hep%C3%A1ticas-e-da-ves%C3%ADcula-biliar/hepatite/considera%C3%A7%C3%B5es-gerais-sobre-a-hepatite-viral-aguda

https://www.niddk.nih.gov/health-information/liver-disease/viral-hepatitis#:~:text=Viral%20hepatitis%20is%20an%20infection,cause%20acute%20and%20chronic%20infections

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo